• Theo Stoo

Desafio dos 21 dias - Dia 8

Atualizado: 11 de Jun de 2018



Se você ainda não está por dentro, leia nosso post Desafio dos 21 dias - Dia 0.


Se você conseguiu escolher um problema para resolver no dia de ontem, perfeito. Mas pode ser difícil escolher apenas um para resolver. Muitas vezes os problemas mapeados são tão críticos e parecem oportunidades claras de negócio, que fica difícil deixar algum de lado. Mas não tem jeito. É preciso ter foco e isso significa que para trabalhar uma solução de maneira diferenciada, é preciso escolher qual problema resolver.


Descubra seu mercado


Fazer uma análise comparativa entre os problemas mapeados e seu mercado potencial é uma das melhores formas de escolher qual deles atuar, baseando-se em dados. São estes que vão te nortear e definir (mesmo que não definitivamente) seu futuro, te ajudando a afunilar a sua área de atuação, definir seu público-alvo, mercado, modelo de negócio e mais.


Esta pesquisa será o ponto do processo onde você poderá ter certeza sobre o chão onde pisa, afinal, a sua ideia pode ser muito boa, mas corre riscos como não resolver o problema de uma parte significativa da parcela de pessoas que você pretende atingir ou mesmo te fazer concorrer com algo muito parecido que já exista no mercado, muitas vezes já consolidado.


Por isso, há diversas maneiras para você se informar sobre o que busca, desde a pesquisa direta com possíveis consumidores, vasculhar a internet ou alguma biblioteca sobre o tema ou conversar com as pessoas ao seu redor, o que pode te fazer até ter novos insights e incrementar ainda mais o seu novo produto ou serviço.


Para descobrir a dimensão do seu mercado, você pode usar três métricas diferentes que podem diminuir consideravelmente suas inseguranças, são elas:


  • O Mercado Total (ou TAM), que são as pessoas que você espera que consumam a sua ideia, que fazem parte do seu público;

  • O Mercado Atingível (SAM), que são as pessoas que você pode de fato atingir, engloba também as pessoas que você pretende atingir nos próximos anos;

  • E o Mercado Aproveitável (ou SOM), que são as pessoas que realmente vão consumir o seu produto.




Para calcular essa dimensão, os métodos não são tão difíceis o quanto parecem, e há duas maneiras distintas que não são uma melhor que a outra, mas podem te ajudar caso você consiga aplicar ambas:


  • Top-down: é a busca por essas informações através de um analista de mercado ou mesmo de alguém que já faça parte do mesmo, e você pode encontrá-los facilmente na internet.

  • Já o bottom-up é construído por você mesmo: você estipula a quantidade de pessoas no público-alvo e multiplica pela quantidade de receita média, e esses dados você pode também encontrar na internet, através de pesquisas de consumo ou das próprias empresas que disponibilizam infográficos ou pdfs de maneira gratuita.


Por fim, você precisa ter essas pesquisas formalizadas e de preferência com os números mais reais possíveis, assim, você não atrai sócios com metas que tenham uma probabilidade de não se concretizarem depois como também não os assusta com projeções astronômicas, afastando os riscos de perder grandes oportunidades!


Lembre-se: Olhar para o futuro é se prevenir para manter seus objetivos a salvo! Fica ligado então no nosso desafio de amanhã ;)



Não fique por fora! Siga-nos nas nossas Redes Sociais: Facebook e Instagram.


Ficou com dúvidas? Nos manda um e-mail, liga ou dá uma passadinha!



54 visualizações

© Station BC 2018

  • whatsapp
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle

Rua Tailândia, 72 - Sala 14 - Nações, BC

47 3311.6977